PAOLA GIOVANA, FREELANCER

DESIGN

Desde 2010 atuo na criação de peças gráficas e digitais, logotipos, papelaria, diagramação e layouts para aplicativos, além de desevolver sites em WordPress – como este! 😉

AUDIOVISUAL

Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Cinema e Vídeo, sou capacitada para criar vídeos e atuar nas mais diversas etapas de produção, tais como escrita de roteiro, direção e edição.

LITERATURA, MÚSICA E TEATRO

Como profissional em constante aperfeiçoamento, procuro também desenvolver minhas habilidades em outras áreas artísticas, desde a criação de textos, composição, canto e violão, até a direção em teatro.

Design Gráfico0%
Redação0%
Audiovisual0%
Teatro e Música0%
0
Melhores Classificações
0
Grandes Clientes
0
Projetos Executados
700
Contatos

Serviços

Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Cinema e Vídeo, Técnico em Design Gráfico, Graduanda em Artes Cênicas. Saiba o que posso fazer por você!

Diagramação

Editoração eletrônica de livros, revistas, jornais e outras publicações. Criação de projeto gráfico, capa e grid.

Formatação de Trabalhos

Formatação de trabalhos nas normas da ABNT. Revisão ortográfica, formatação de referências bibliográficas e citações.

Curta-Metragens

Criação de roteiros, direção, edição de vídeo e som. Elaboração de projetos audiovisuais.

Divulgação

Criação de material de divulgação, panfletos, flyers, catálogos, edição de imagens, personalização de redes sociais, desenvolvimento de sites em WordPress.

Identidade Visual

Criação de logotipo, papelaria, manual de aplicação de marca, cartão de visitas, placas e outros itens para identificar e destacar sua empresa no mercado.

Redação

Redação de artigos, textos literários, poesias, roteiros, textos teatrais, relatórios e outros gêneros textuais.

Textos

Palavras que se libertaram para eternizar pensamentos.

Do Fogo e do Vento

Sussurro fresco e cálido Incendeia. A fluidez das palavras Ultrapassa a teia.   Sou vulcão, és sereia. Toda a brasa em que mergulha, Todo o néctar em que me embebo. No final, sua doçura Pura bruma, enlevo em segredo.   Por mais distante, ainda s...

Verbo Caído

Nunca vou me esquecer da chuva daquela tarde. Não era apenas ela que caía. Eu também me diluía, gota a gota, carne-viva escorrendo pelas grades dos esgotos. Parecia fácil, não fosse a dor que me tomava a cada gole que a terra bebia impiedosamente, sedent...

O Retorno da Palavra

Tenho uma paixão secreta pelas palavras cravadas no papel. Exala delas o cheiro do seu esmalte vermelho vivo, sua rubra cor ao escrever desejos mais que proibidos, desejos meus. Havia muito tempo eu não te via assim tão sóbria, sem aquela aura louca que me...

(Ca)Fé…

“Meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim” Perceber a pureza do puro pó de café calar as coisas, colar os cacos, cansar o cansaço sem esquecer aqueles cigarros as cinzas que eu sou as suas cicatrizes e o resto do belo que alguém já tocou. E...

Casa Vazia

O que eu vejo é casa vazia casco de caracol. Há quanto tempo você partiu e não me avisou? Eu tentando sozinha. Eu e seu holograma. A atração se desfez, estou fora da sua órbita. E agora? Tem seu próprio sistema. Pra mim, qualquer coisa que sobra. Recol...

Estranha

Como é difícil olhar pra si sem artifícios. Enxergar as sombras que se ocultam por detrás de nossos joelhos, o desejo amarrado por entre os dentes… Ás vezes é impossível mesmo através do espelho. Ele não reflete a dor, a orgia dos pensamentos in...

Encouraçado Viajante

De que adianta tocar o coração de um viajante, se no próximo instante ele veleja e se posta distante? Deve ser sempre roubada roubar o coração de um viajante. Ah, se eu fosse marinheiro! Sei que velejarias no meu barco sem âncora e aportarias em qualquer...

Partida

Ela passou com os olhos marejados, rareando os passos para ver se o tempo passava mais lento. Não havia ainda sinal de partida, nenhum aceno de adeus. Despedia-se de um prédio vazio. A memória cheia de pessoas que ainda não haviam partido. Era a primeira a...

Asas

Olho para a vitrine: há asas, mas só se pode comprá-las com o suor de uma vida. De olhos fechados, então, imagino para onde iria se estas asas, se estas asas fossem minhas. Abro os olhos. Alguém mais abastado levou embora o par, enquanto eu imaginava voar...

MANIFESTO DAS PAIXÕES INDEVIDAS (INVISÍVEIS)

Apaixone-se pelo mais difícil. Pode ter certeza que a pessoa estará sempre presente (ao menos no seu pensamento). Confie no seu corpo. Pernas bambas, olhares desviantes, coração na boca, fala tremida, variações de temperatura e estômago revirado são si...