Águas

Mergulhar exige preparo. A superfície oferece sinais mais claros e adentrar em águas profundas não é tarefa fácil. Precisamos nos certificar de estarmos usando equipamentos adequados e ter um mínimo de noção de quanto tempo conseguimos ficar sem respirar para observar os mistérios do oceano.

Mesmo em águas conhecidas o desafio persiste. O fluxo não pára e, ali embaixo, tudo pode estar diferente da última vez que mergulhamos. É isto, na verdade, o que nos impulsiona: reconhecer o desconhecido e provar, para nós mesmos, que ainda somos capazes de enfrentar nossos medos, encarar novas ondas.

Balançar os pés na beira do cais já não me é suficiente. Eu certamente ficaria um pouco mais feliz, ou pelo menos me sentiria novamente viva se atendesse aos ímpetos de me jogar neste exato instante. Mesmo sem estar preparada.

Sobre o Autor

facebook-profile-picture
Paola Giovana

Gosto de me reinventar, sentir o sabor do novo e das infinitas possibilidades da existência. Tenho tendência ao vício pelas coisas boas, obsessão pelo conhecimento e amor pela arte. Sob o signo de Capricórnio, meu destino é conquistar!

Sem Comentários

O que você acha disso?