Na Rua

– Na rua não. Espera um pouquinho… Pronto! Eles passaram. Agora você pode fazer o que quiser!

– Bem, tá frio ainda.

– Calma, – olha para os lados – vou te esquentar!

– Hum. Ainda tô com frio. Me empresta sua blusa?

– Precisa mesmo? Não era bem isso que eu tinha pensado…

– Seria bom, né? Já que você parece ter vergonha de me beijar em público.

– Não é assim, garota! Se alguém apenas ver a gente aqui já vai dar merda.

– Sei. Eu não devia mesmo ter vindo. Me leva pra casa?

– Mas, já?!?

– Você não vai fazer nada mesmo… A gente vai ficar aqui, como das últimas vezes, e você nem vai ter coragem de me beijar.

– Se eu soubesse que você também queria, tinha te beijado todo esse tempo!

– Então… Eu não queria dizer, queria beijar!

– Mas… na rua?

– Não, bonita! Na rua, na chuva, na fazenda ou numa casinha de sapê! … Tá vendo? Me fez falar tanto que eu quero mesmo ir embora.

– Uma pena. Logo agora que eu ia te beijar na rua!

Sobre o Autor

facebook-profile-picture
Paola Giovana
Gosto de me reinventar, sentir o sabor do novo e das infinitas possibilidades da existência. Tenho tendência ao vício pelas coisas boas, obsessão pelo conhecimento e amor pela arte. Sob o signo de Capricórnio, meu destino é conquistar!

Sem Comentários

O que você acha disso?