Casa Vazia

O que eu vejo é casa vazia casco de caracol. Há quanto tempo você partiu e não me avisou? Eu tentando sozinha. Eu e seu holograma. A atração se desfez, estou fora da sua órbita. E agora? Tem seu próprio sistema. Pra mim, qualquer coisa que sobra. Recolho meus cacos, minhas coisas, abraços, roupas e […]

Estranha

Como é difícil olhar pra si sem artifícios. Enxergar as sombras que se ocultam por detrás de nossos joelhos, o desejo amarrado por entre os dentes… Ás vezes é impossível mesmo através do espelho. Ele não reflete a dor, a orgia dos pensamentos indefinidos, a delicadeza que fura o peito. Minhas entranhas têm rimas estranhas […]

Encouraçado Viajante

De que adianta tocar o coração de um viajante, se no próximo instante ele veleja e se posta distante? Deve ser sempre roubada roubar o coração de um viajante. Ah, se eu fosse marinheiro! Sei que velejarias no meu barco sem âncora e aportarias em qualquer cais. Mas o que interessa, viajante, são as ondas, […]

Partida

Ela passou com os olhos marejados, rareando os passos para ver se o tempo passava mais lento. Não havia ainda sinal de partida, nenhum aceno de adeus. Despedia-se de um prédio vazio. A memória cheia de pessoas que ainda não haviam partido. Era a primeira a descobrir que as paredes asfixiavam, que os abraços prendiam […]

Asas

Olho para a vitrine: há asas, mas só se pode comprá-las com o suor de uma vida. De olhos fechados, então, imagino para onde iria se estas asas, se estas asas fossem minhas. Abro os olhos. Alguém mais abastado levou embora o par, enquanto eu imaginava voar pelas ilhas. Uma pena, coitado, aqui só se […]

MANIFESTO DAS PAIXÕES INDEVIDAS (INVISÍVEIS)

Apaixone-se pelo mais difícil. Pode ter certeza que a pessoa estará sempre presente (ao menos no seu pensamento). Confie no seu corpo. Pernas bambas, olhares desviantes, coração na boca, fala tremida, variações de temperatura e estômago revirado são sinais mais imediatos, que precedem a aceitação consciente da cilada. Certifique-se de que elx não está solteirx. […]

Interpretação I – Vianinha e o Medo – AULA ? – 28/04/2015 – DB05A?

O ritmo de aulas e trabalhos tem sido intenso, portanto os diários abaram por ficar um pouco confusos com relação às datas e detalhes muito específicos de determinadas aulas. Assim, o que for registrado será aquilo que resistiu ao tempo e às falhas da memória. Texto: “O Meu Corpo a Corpo” – Oduvaldo Vianna Filho […]

Proposta de Direção – As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant / 1º Ensaio – Fundamentos de Direção – DB05E01

Para este Diário de Bordo aproveitarei a proposta de direção que já foi entregue ao professor. Nela falo sobre a escolha do texto, o primeiro ensaio e as ideias iniciais, além de mencionar alguns fundamentos teóricos nos quais pretendo me aprofundar ao longo do processo. A imagem do post foi retirada do site Alt Screen. […]

Imagens (dramática ou cômica) e Gramelô – Fundamentos de Direção – 08/04/2015 – DB04A06

Imagens dramáticas ou cômicas Nesta aula trabalhamos com imagens dramáticas ou cômicas, a exemplo do que fizemos na aula de Interpretação I. De acordo com o professor, estes exercícios têm como referência o trabalho de Viola Spolin na área dos jogos teatrais e do improviso. Levei a mesma imagem da aula de Interpretação I, pois […]

Drummond, subtexto e Sartre – Interpretação I – 07/04/2015 – DB04A06

Drummond A proposta do dia foi diferente do que já havíamos feito até então. Deveríamos ter decorado um poema de Carlos Drummond de Andrade à nossa escolha. Acabei tendo que escolher o meu durante a própria aula, pois embora o professor tenha nos avisado da tarefa por email não consegui tempo suficiente para fazer isto […]

Encenação e “Peça-Coração” – Fundamentos de Direção – 25/03 e 01/04/2015 – DB03A0405

Desta vez falarei de duas aulas seguidas. Faço isto não apenas por questões de memória (se escrevo o diário de bordo de uma aula depois de ter assistido outra aula, acabo misturando as lembranças das duas), mas também por necessidades temáticas, já que trabalhamos com o mesmo texto durante os exercícios práticos em ambos os […]