(Ca)Fé…

“Meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim” Perceber a pureza do puro pó de café calar as coisas, colar os cacos, cansar o cansaço sem esquecer aqueles cigarros as cinzas que eu sou as suas cicatrizes e o resto do belo que alguém já tocou. Entrega Entrego Derramo e devoro. O encontro embaçado […]

Verbo Caído

Nunca vou me esquecer da chuva daquela tarde. Não era apenas ela que caía. Eu também me diluía, gota a gota, carne-viva escorrendo pelas grades dos esgotos. Parecia fácil, não fosse a dor que me tomava a cada gole que a terra bebia impiedosamente, sedentamente, rigorosa. Depois de me atirar em vários moinhos, resolvi não […]