Estranha

Como é difícil olhar pra si sem artifícios. Enxergar as sombras que se ocultam por detrás de nossos joelhos, o desejo amarrado por entre os dentes… Ás vezes é impossível mesmo através do espelho. Ele não reflete a dor, a orgia dos pensamentos indefinidos, a delicadeza que fura o peito. Minhas entranhas têm rimas estranhas […]

Des(a)tino

E se eu te dissesse que saiu nas cartas quando a sua saia sairá de cena fora do poema pra que a noite caia pra que eu me perdure pela tua praia pela areia fria com meu sopro quente? E se eu te provasse como prova viva que era destino ser o seu perfume o […]