Estranha

Como é difícil olhar pra si sem artifícios. Enxergar as sombras que se ocultam por detrás de nossos joelhos, o desejo amarrado por entre os dentes… Ás vezes é impossível mesmo através do espelho. Ele não reflete a dor, a orgia dos pensamentos indefinidos, a delicadeza que fura o peito. Minhas entranhas têm rimas estranhas […]

Desejo

Você tem medo da força do seu desejo, por isso você foge. Você tem medo da forma do seu desejo, por isso você fode. E sempre soube que o que te toca é mais profundo do que a densidade de uma mão. O seu desejo não tem princípio e, eterno, também não tem fim. Não […]

Verbo Caído

Nunca vou me esquecer da chuva daquela tarde. Não era apenas ela que caía. Eu também me diluía, gota a gota, carne-viva escorrendo pelas grades dos esgotos. Parecia fácil, não fosse a dor que me tomava a cada gole que a terra bebia impiedosamente, sedentamente, rigorosa. Depois de me atirar em vários moinhos, resolvi não […]