2014 – A Virada – Adeus, Ano Novo!

Os anos agora passam sem que seja possível notar a diferença entre os dias 31 de dezembro e 1º de janeiro. A sensação é de um continuum em que a única coisa que se altera, além do último algarismo que escrevemos nas datas, é a quantidade de fracassos que acumulamos. Início de ano, portanto, é […]

Uma Criança e um Pacote de Bisnagas

Não consegui dormir. Tinha as milhares de coisas de sempre pra fazer e passei a noite em claro não fazendo nada além de pensar nas tarefas eternas até o fim dos meus dias. O mau humor foi inevitável. Depois de abrir e fechar os olhos por no máximo 3 horas o telefone tocou pela última […]

Insônia

Acordei chorando ontem. Chorei por tudo aquilo que não fui (por tudo aquilo que não pude ser). É certo que fechei os olhos na tentativa explícita de sonhar. Acreditei que eles, os sonhos, só pudessem ser encontrados naquele estado cego, naquela vertigem que impediria, por fim, o ego de me controlar. Pensei que abria os […]

Do Fogo e do Vento

Sussurro fresco e cálido Incendeia. A fluidez das palavras Ultrapassa a teia.   Sou vulcão, és sereia. Toda a brasa em que mergulha, Todo o néctar em que me embebo. No final, sua doçura Pura bruma, enlevo em segredo.   Por mais distante, ainda seu canto. Por mais vibrante o meu desejo Por mais profundo […]

O Retorno da Palavra

Tenho uma paixão secreta pelas palavras cravadas no papel. Exala delas o cheiro do seu esmalte vermelho vivo, sua rubra cor ao escrever desejos mais que proibidos, desejos meus. Havia muito tempo eu não te via assim tão sóbria, sem aquela aura louca que me convertia em seu brinquedo secreto. Desde a última vez em […]